livro de cabeceira.

Sinopse
Quando Sandra Laing nasceu, em 1955, filha de um casal africânder a favor do apartheid, no coração de uma África do Sul conservadora, foi oficialmente registada como uma criança branca. Mas, desde o seu primeiro dia num internato para brancos, um grupo de alunos e professores começaram a importuná-la impiedosamente por causa da sua cor de pele acastanhada e do seu cabelo encarapinhado. Sannie e Abraham Laing justificavam a aparência de Sandra com uma união inter-racial bem antiga na sua história familiar e juraram que Sandra era sua filha. No entanto os vizinhos pensavam que a Sra. Laing tinha cometido adultério com um negro. A família foi ostracizada. Quando Sandra tinha dez anos, foi retirada da escola pela polícia e reclassificada como “mestiça” – de raça mista.
No Limiar da Cor é uma exploração da natureza da memória, a construção social da raça, crueldade, insanidade e arbitrariedade do apartheid. É, também, um drama pessoal emocionante que confirma a resistência do espírito humano apesar das formas horríveis que o ser humano usa para se magoar

.beijos e abraços

sandra cristina costa dos santos
mae
tel.:
fax:
mimosamargarida@hotmail.com
http://lavoresecia.blogspot.com/

sandyartesanato. Get yours at bighugelabs.com/flickr


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: